cirurgiao plastico

ESCOLHA UM CIRURGIÃO DE CONFIANÇA

Cirurgia plástica envolve muitas escolhas, e a primeira e mais importante é selecionar o cirurgião em quem confiar.
Escolhendo um cirurgião membro da SBCP assegura que você selecionou um médico que:
Completou um treinamento em cirurgia de no mínimo cinco anos, sendo três de deles em cirurgia plástica.
Está treinado para realizar todo tipo de cirurgia plástica.
Está submetido a um código estrito de ética.
Apenas opera em instalações médicas credenciadas.
Cirurgiões membros da SBCP são seus parceiros em cirurgia plástica, seja reconstrutiva ou cosmética.
Além da certificação de médico, procure as afiliações do cirurgião que vai escolher. A categoria de membro da SBCP insere o cirurgião dentro da elite da cirurgia plástica.
A SBCP promove educação continuada focada em cuidados aos pacientes e a procura pela segurança destes. A sociedade também oferece aos pacientes a possibilidade de conhecer os únicos profissionais qualificados a realizar a sua cirurgia plástica.
A escolha de um cirurgião qualificado é um primeiro passo na segurança de que a cirurgia pode satisfazer as suas expectativas.
Fonte: SBCP – Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Adaptação: Legacy Consultoria

cancer

Câncer de pele

Remoção cirúrgica de lesões cancerígenas e demais lesões da pele utilizando técnicas especializadas para preservar sua saúde e aparência.
O tratamento de câncer de pele, bem como qualquer forma de câncer, pode requerer cirurgia para remover os tumores.
O cirurgião plástico remove, cirurgicamente, lesões cancerígenas e demais lesões da pele utilizando técnicas especializadas para preservar sua saúde e sua aparência.
Embora nenhuma cirurgia fique sem cicatrizes, o cirurgião plástico fará o possível para tratar o câncer de pele sem mudar radicalmente sua aparência. Para algumas pessoas, a reconstrução pode exigir mais de um procedimento para que se obtenham os melhores resultados.
 Fonte: SBCP – Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Adaptação: Legacy Consultoria

Expansão de tecido

Expansão de tecido é um procedimento relativamente simples, que permite ao corpo “gerar” pele extra para uso na reconstrução em quase todas as partes do corpo. Um balão expansor de silicone é inserido sob a pele próximo à área a ser reparada e, em seguida, gradualmente preenchido com água salina ao longo do tempo, fazendo com que a pele estique e cresça.

É mais comumente utilizado para a reconstrução de mama após sua retirada, mas, também, é usado para reparar a pele danificada por defeitos congênitos, acidentes, cirurgia e em alguns procedimentos estéticos.

Fonte: SBCP – Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Adaptação: Legacy Consultoria

lifting-preenchimentos-faciais

Preenchimentos Faciais

Uma vez que passamos dos 30 anos, (ou pessoas de sorte) 40, começamos a ver novas linhas, vincos, dobras e até mesmo cicatrizes na superfície da pele. O envelhecimento é inevitável – isso é um fato. A boa notícia é que há uma maneira de os pacientes compensarem sinais de envelhecimento com preenchimentos faciais.

Enchimentos faciais são minimamente invasivos e permitem uma melhora instantânea. Além disso, eles podem ser usados no rosto, pescoço e mãos, resultando em uma aparência mais completa, mais suave e mais jovem. Esta opção de tratamento tem muito poucos riscos e pouco tempo de recuperação. É realmente uma vitória.
Fonte: ASAPS – https://www.smartbeautyguide.com/news/injectables/facial-rejuvenation-fillers/#.WtYGwC7wbcs
Adaptação: Legacy Consultoria

jovemJovens querem permanecer jovens

A fonte da juventude costumava ser um mito de romances de aventura. Na era das mídias sociais, a beleza tornou-se uma mercadoria lucrativa e comercializável. A luta contra o tempo é agora um passatempo divertido e lucrativo. Os gastos com cirurgia plástica e cosméticos nos Estados Unidos atingiram a marca de U$ 15 bilhões no ano passado. A solução mais econômica para a manutenção do processo de envelhecimento? Comece jovem.

Na última década, a indústria de procedimentos cosméticos passou por uma reforma. O que antes era percebido como radical e arriscado agora se tornou comum. Essa mudança se deve ao arsenal de tratamentos não invasivos em expansão, que produzem resultados efetivos com pouco ou nenhum tempo de inatividade. À medida que a tecnologia da saúde avança com tratamentos seguros e acessíveis, os cuidados preventivos dispararam em popularidade, especialmente entre os Millennials (Nascidos entre 1980 e 1995) que estão adiantando a busca por soluções para os efeitos negativos do envelhecimento.
Fonte: https://www.forbes.com/sites/stephanrabimov/2018/02/27/the-millennial-approach-to-remaining-young-beautiful/#2ce34ced12c6
Adaptação: Legacy consultoria

botox

Preenchimentos Faciais

Uma vez que passamos dos 30 anos, (ou pessoas de sorte) 40, começamos a ver novas linhas, vincos, dobras e até mesmo cicatrizes na superfície da pele. O envelhecimento é inevitável – isso é um fato. A boa notícia é que há uma maneira de os pacientes compensarem sinais de envelhecimento com preenchimentos faciais.

Preenchimentos faciais são minimamente invasivos e permitem uma melhora instantânea. Além disso, eles podem ser usados no rosto, pescoço e mãos, resultando em uma aparência mais completa, mais suave e mais jovem. Esta opção de tratamento tem muito poucos riscos e pouco tempo de recuperação. É realmente uma vitória.
Fonte: ASAPS – https://www.smartbeautyguide.com/news/injectables/facial-rejuvenation-fillers/#.WtYGwC7wbcs
Adaptação: Legacy Consultoria

millennialComo a geração “Millennial” busca permanecer jovem e bonita.

Em uma época governada pela imagem, tratamentos não invasivos como injetáveis e preenchimentos dérmicos atraem consumidores de diferentes fachas etárias.

De acordo com a ASAPS – American Society for Aesthetic Plastic Surgery, a toxina botulínica (Botox, Dysport e Xeomin) é a opção não-cirúrgica mais popular com mais de 4,5 milhões de procedimentos realizados em 2016.

Clínicas de Cirurgia Plástica estão vendo números sem precedentes de “Millennials” (Nascidos entre 1980 e 1996) buscando tratamentos estéticos não invasivos. Em apenas cinco anos, o uso de toxina botulínica entre pessoas de 19 e 34 anos aumentou em 87%.

Essa mudança resulta do crescimento de opções de tratamentos não invasivos que produzem resultados efetivos com pouco ou nenhum tempo de inatividade. À medida que a tecnologia da saúde aumenta o poder de tratamentos seguros e acessíveis, o cuidado preventivo aumentou rapidamente, especialmente entre “Millennials” que estão antecipando soluções para os efeitos negativos do envelhecimento.

Fonte: https://www.forbes.com/sites/stephanrabimov/2018/02/27/the-millennial-approach-to-remaining-young-beautiful/#64069c12c6a4
Adaptação: Legacy Consultoria

cabeloPerda de cabelo

A perda de cabelo tem um impacto significativo na autoestima e na aparência de uma pessoa. A queda de cabelo é causada, principalmente, pela combinação de envelhecimento, alteração hormonal e histórico familiar de calvície. Como regra geral, quanto mais cedo se inicia a queda capilar, mais severa a calvície se tornará. A queda de cabelo também pode ser causada por queimaduras ou trauma, caso em que a cirurgia de transplante capilar é considerada um tratamento reconstrutor.

Queda de cabelos em mulheres

Alguns médicos estimam que uma, em cada cinco mulheres, apresentem algum grau de queda de cabelo, sendo geralmente causada pelo envelhecimento, doenças ou alterações hormonais após a menopausa. As mulheres tendem a apresentar uma sutil diminuição de cabelo por todo o couro cabeludo, em vez de perder chumaço de cabelo, como é comum em homens. Para resolver o problema, algumas mulheres optam por usar peruca ou alongamento de cabelo. Algumas mulheres são bem sucedidas usando medicamento tópico.

Devido ao mini-enxerto ser, geralmente, o tratamento cirúrgico de escolha para áreas com pouca falta de cabelo, bons candidatos a este procedimento são aqueles que têm crescimento capilar denso na parte de trás da cabeça. Faça uma consulta de avaliação com um Cirurgião Plástico filiado a SBCP – Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, e conheça suas opções para tratamento de perda de cabelo.

Fonte: SBCP – http://www2.cirurgiaplastica.org.br/cirurgias-e-procedimentos/transplante-capilar/
Adaptação: Legacy Consultoria

mamaTantas opções para o aumento de mamas – Qual faz sentido para você?Tantas opções para o aumento de mamas – Qual faz sentido para você?

Há mais de 20 anos implantes mamários tem sido tem sido um dos dois procedimentos mais populares na cirurgia plástica.

O que mudou significativamente ao longo das últimas décadas é a miríade de opções disponíveis para as mulheres que procuram adicionar volume ao seio. As inovações tecnológicas e as melhorias nas técnicas cirúrgicas trouxeram avanço significativo para o procedimento, tornando-o muito mais acessível com menos tempo de inatividade, oferecendo mais opções sob medida para cada paciente.

Para quem busca obter aumento de mama, tornou-se fundamental procurar a orientação de um Cirurgião Plástico filiado a SBCP – Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica para definir suas opções e obter orientação especializada sobre técnicas, implantes e procedimentos pré e pós operatório mais indicados para o seu caso em particular.

Fonte: ASAPS – American Society for Aesthetic Plastic Surgery
Adaptação: Legacy Consultoria

psiqueA psique da cirurgia plástica.

Muito embora a cirurgia plástica cuide da parte externa dos pacientes, ela também afeta a parte interna deles, com os resultados dos procedimentos afetando a imagem do corpo, a autoimagem e autoestima.

A cirurgia plástica afeta o paciente em três fases distintas: A fase de planejamento, a fase imediata à cirurgia e mais adiante, no período em que o corpo está mudando e o paciente começa a se acostumar com o seu “novo eu”.

Pacientes tendem a reagir com relação à cirurgia plástica com ansiedade e nervosismo, reações tipicamente humanas. Uma avaliação em conjunto com o Cirurgião Plástico, ponderando os prós e contras do procedimento escolhido, contribui para uma compreensão melhor e expectativas realistas. Afinal, cirurgia plástica exige prazo de recuperação e acarreta gastos financeiros.

Extensos estudos científicos comprovam a contribuição positiva da cirurgia plástica para a autoestima e proatividade do paciente.

Fonte: https://www.drkarenhorton.com/dr-hortons-blog/psyche-of-cosmetic-surgery/
Adaptação: Legacy Consultoria

segurançaSegurança e Riscos na Cirurgia Plástica

A decisão é pessoal. Só você pode decidir se a cirurgia proposta alcançará suas metas e se as complicações e riscos são aceitáveis. O cirurgião tem a obrigação de explicar-lhe com detalhe os riscos associados à cirurgia. Por esse motivo é necessário sua autorização por escrito no termo de consentimento informado e esclarecido para assegurar um correto entendimento da cirurgia a qual você será submetido.

Sinta-se livre para fazer perguntas. É natural sentir ansiedade, seja pela emoção/ entusiasmo pelo seu novo visual ou pelo estresse pré-operatório. A sua parceria com o cirurgião não acaba quando termina a cirurgia. A relação deve continuar, mesmo porque os resultados da maioria dos procedimentos plásticos cirúrgicos são permanentes, porém podem ocorrer mudanças com o passar do tempo. Por isto as visitas regulares de seguimento da cirurgia são tão importantes.

A evolução da cirurgia plástica nos últimos anos é incontestável. Procure um Cirurgião Plástico filiado a SBCP – Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, que está capacitado para orientar e esclarecer as opções ideais para oseu caso em particular.

Fonte: SBCP – Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
Adaptação: Legacy Consultoria

reconstrutivaCirurgia plástica reconstrutiva

Cirurgia reconstrutiva é realizada para tratar estruturas do corpo afetadas esteticamente ou funcionalmente por defeitos congênitos, anormalidades no desenvolvimento, traumas, infecções, tumores ou doenças.

A cirurgia reconstrutiva é geralmente realizada para melhorar a função e capacidade, mas pode também ser realizada para alcançar uma aparência mais típica da estrutura afetada.

Cirurgias reconstrutivas podem ter cobertura em alguns convênios de saúde, muito embora os procedimentos cobertos e níveis de cobertura variar de caso para caso. Os Cirurgiões Plásticos estão capacitados para avaliar e orientar sobre condutas médicas em casos de cirurgias reconstrutivas.

Fonte: ASPS – American Society of Plastic Surgeons
Adaptação: Legacy Consultoria.