envelhecimento Archive

Lifting Facial

lifting facial mulher

Lifting Facial

Embora tenha havido muito progresso no mundo dos injetáveis e dos procedimentos antienvelhecimentos não invasivos, nenhuma quantidade de tratamentos no consultório pode produzir os resultados antienvelhecimento de uma cirurgia.

Se você já teve um lifting, você já sabe disso, e se está pensando em fazer um lifting, também deve saber. Aqui está outra coisa que qualquer pessoa que já teve ou está pensando em fazer um lifting deve saber: seus resultados vão exigir manutenção.

Fazer um lifting facial não significa que seus dias de manutenção regular terminaram. De fato, para prolongar os resultados do seu lifting facial, você terá que continuar seu compromisso com uma vida saudável, protetor solar e cuidados com a pele e tratamentos de manutenção regulares assim como você fez antes da cirurgia.

Consulte um Cirurgião Plástico filiado a SBCP – Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – e conheça suas opções.


Fonte: https://www.smartbeautyguide.com
Adaptação: Legacy Consultoria

mulherPorque fazer uma cirurgia plástica?

No mundo atual mulheres e homens fazem cirurgias plásticas por várias razões. Já ficou para trás a época em que Cirurgia Plástica era destinada aos ricos e famosos.

Hoje pessoas de todas as classes sociais podem realizar cirurgias plásticas para melhorar aspectos de suas vidas, como suas aparências físicas. Entretanto aparência física não é a única razão para considerar a Cirurgia Plástica.

Autoestima é a principal razão que as pessoas consideram ao decidir fazer uma Cirurgia Plástica. A melhoria da imagem aumenta o sentimento de autoconfiança contribuindo para melhorar a perspectiva em todos os aspectos de suas vidas.

Outras razões também justificam o uso de Cirurgia Plástica, tais como para corrigir problemas decorrentes de doenças, reconstrução de deformidades de nascença ou causadas por acidentes, queimaduras, mordidas de animais ou reconstrução do seio feminino após cirurgia de câncer de mama.

Vaidade também pode ser considerada como razão para se fazer Cirurgia Plástica. Em alguns casos isso é verdadeiro. Botox, Face (facelift), aumento dos seios, podem todos esses casos ser considerados como procedimentos cirúrgicos de vaidade. As pessoas são livres para escolher suas opções. Se esses procedimentos contribuem para aumentar sua autoestima, são plenamente justificáveis.

idadeIdade e Cirurgia Plástica

A idade deve ser um fator a ser considerado em cirurgia plástica?

Há uma variedade de fatores a considerar quando você pensa em fazer uma cirurgia plástica, incluindo estilo de vida, genética e seu estado de saúde. Um dos fatores que tem sido destacado na mídia é idade, enfocando se adolescentes e seniores são candidatos viáveis para certos tipos de procedimentos cirúrgicos com finalidade estética.

Cirurgia plástica para “Teens“
Cirurgias plásticas em adolescentes geralmente visa corrigir problemas que os afetam desde nascença, como assimetrias ou anormalidades. Entre esses procedimentos encontram-se otoplastia, rinoplastia e redução de mamas.

Cirurgia Plástica na “Idade de Ouro”
Dados estatísticos indicam que aproximadamente 10% dos pacientes de cirurgia plástica tem 65 anos ou mais. Aumento na expectativa de vida, estilos de vida saudáveis e desejo por maior autoestima têm levado um crescente número de seniores para os consultórios de cirurgiões plásticos.

Compete ao cirurgião plástico avaliar cada paciente individualmente, assegurando que sua expectativa é compatível com suas condições físicas e psicológicas.
Fonte: ASAPS – The American Society of Aesthetic Plastic Surgery.

jovemJovens querem permanecer jovens

A fonte da juventude costumava ser um mito de romances de aventura. Na era das mídias sociais, a beleza tornou-se uma mercadoria lucrativa e comercializável. A luta contra o tempo é agora um passatempo divertido e lucrativo. Os gastos com cirurgia plástica e cosméticos nos Estados Unidos atingiram a marca de U$ 15 bilhões no ano passado. A solução mais econômica para a manutenção do processo de envelhecimento? Comece jovem.

Na última década, a indústria de procedimentos cosméticos passou por uma reforma. O que antes era percebido como radical e arriscado agora se tornou comum. Essa mudança se deve ao arsenal de tratamentos não invasivos em expansão, que produzem resultados efetivos com pouco ou nenhum tempo de inatividade. À medida que a tecnologia da saúde avança com tratamentos seguros e acessíveis, os cuidados preventivos dispararam em popularidade, especialmente entre os Millennials (Nascidos entre 1980 e 1995) que estão adiantando a busca por soluções para os efeitos negativos do envelhecimento.
Fonte: https://www.forbes.com/sites/stephanrabimov/2018/02/27/the-millennial-approach-to-remaining-young-beautiful/#2ce34ced12c6
Adaptação: Legacy consultoria

millennialComo a geração “Millennial” busca permanecer jovem e bonita.

Em uma época governada pela imagem, tratamentos não invasivos como injetáveis e preenchimentos dérmicos atraem consumidores de diferentes fachas etárias.

De acordo com a ASAPS – American Society for Aesthetic Plastic Surgery, a toxina botulínica (Botox, Dysport e Xeomin) é a opção não-cirúrgica mais popular com mais de 4,5 milhões de procedimentos realizados em 2016.

Clínicas de Cirurgia Plástica estão vendo números sem precedentes de “Millennials” (Nascidos entre 1980 e 1996) buscando tratamentos estéticos não invasivos. Em apenas cinco anos, o uso de toxina botulínica entre pessoas de 19 e 34 anos aumentou em 87%.

Essa mudança resulta do crescimento de opções de tratamentos não invasivos que produzem resultados efetivos com pouco ou nenhum tempo de inatividade. À medida que a tecnologia da saúde aumenta o poder de tratamentos seguros e acessíveis, o cuidado preventivo aumentou rapidamente, especialmente entre “Millennials” que estão antecipando soluções para os efeitos negativos do envelhecimento.

Fonte: https://www.forbes.com/sites/stephanrabimov/2018/02/27/the-millennial-approach-to-remaining-young-beautiful/#64069c12c6a4
Adaptação: Legacy Consultoria